GPO ( Grupo de Profissionais Oracle )
A maior comunidade Oracle do Brasil !

Instalando o MySQL no Ubuntu 20 LTS

Instalando o MySQL no Ubuntu

Olá camarada !

Atendendo a pedidos, vou mostrar como instalar o MySQL no Ubuntu. A versão do Ubuntu utilizada será a 20.04.3 LTS e o MySQL a ser instalado será a versão 8.

A primeira dica que dou é, não instale com o usuário root. Crie um novo usuário no Ubuntu e faça a instalação nele.

Bom, vamos lá ! Primeiramente, vamos atualizar o que precisa ser atualizado no Ubuntu.

sudo apt update

Agora vamos instalar o MySQL

sudo apt-get install mysql-server

Ele irá pedir a confirmação para instalar. Escolha Y e depois ENTER e aguarda a instalação.

Se a instalação ocorrer sem erros, você verá algo como a imagem abaixo.

Agora é a hora de rodar o mysql_secure_installation utility.

Se você não sabe o que é esse programa, ele é o responsável por melhorar a segurança na instalação do MySQL da seguinte maneira:

  • Você pode definir uma senha para contas root.
  • Você pode remover contas root que podem ser acessadas de fora do host local.
  • Você pode remover contas de usuários anônimos
  • Você pode remover o banco de dados de teste (que por padrão pode ser acessado por todos os usuários, até mesmo usuários anônimos) e privilégios que permitem que qualquer pessoa acesse bancos de dados com nomes que começam com test_.

Para isso, execute o comando abaixo:

sudo mysql_secure_installation utility

Eu habilitei o VALIDATE PASSWORD COMPONENT para validação de senhas. Com isso, o MySQL exigirá senhas fortes para cada usuário criado. Para isso clique em Y e confirme.

Agora ele solicitará que você escolha qual a policy aplicada as senhas. LOW, MEDIUM ou STRONG. Como o próprio nome diz, quanto mais forte, mais complexas deverá ser a senha. Eu escolhi 1 – MEDIUM nessa instalação.

Agora escolha a senha da instalação. Ela deverá atender os requisitos das opções que escolhemos, não se esqueça disso. 😉

Agora é só confirmar com Y.

A próxima opção é sobre a exclusão do usuário anônimo. Eu optei por excluí-lo. Para isso, basta clicar em Y para confirmar.

Na opção a seguir, ele limitará o acesso com o usuário root apenas em localhost. Eu também optei por essa opção nessa instalação, bastando apenas confirmar com Y.

Não se preocupe em limitar o usuário root. Caso por algum motivo você precise acessá-lo sem ser através do localhost, você poderá mudá-lo posteriormente.

Prosseguindo, a opção seguinte é a de apagar o banco de dados de teste que existe no MySQL. Optei por não fazê-lo nessa instalação.

Caso não veja necessidade em mantê-lo, clique em Y e marque-o para exclusão.

A última opção é sobre dar um reloading nos privilégios para validar as alterações feitas. Nada mais é do que um FLUSH PRIVILEGES. Confirme com Y.

Se tudo correu como devido, você deverá ver as mensagens Success e All done!

Por último, antes que eu me esqueça, vamos liberar o acesso remoto ao MySQL.

sudo ufw enable

sudo ufw allow mysql

Agora vamos testar o status de nosso banco de dados MySQL:

/etc/init.d/mysql status

mysql.service - MySQL Community Server
     Loaded: loaded (/lib/systemd/system/mysql.service; enabled; vendor preset: enabled)
     Active: active (running) since Mon 2021-11-01 18:02:23 -03; 17min ago
       Docs: man:mysqld(8)
             http://dev.mysql.com/doc/refman/en/using-systemd.html
    Process: 13469 ExecStartPre=/usr/share/mysql-8.0/mysql-systemd-start pre (code=exited, status=0/SUCCESS)
   Main PID: 13508 (mysqld)
     Status: "Server is operational"
      Tasks: 40 (limit: 2311)
     Memory: 397.5M
     CGroup: /system.slice/mysql.service
             └─13508 /usr/sbin/mysqld

nov 01 18:02:22 ubuntu-VM systemd[1]: Starting MySQL Community Server...
nov 01 18:02:23 ubuntu-VM systemd[1]: Started MySQL Community Server.

Tudo OK ! Agora vamos acessar o MySQL. Para isso digite:

sudo mysql

Parabéns ! O seu MySQL está instalado e funcionando ! 🙂

Vamos testar executando um SQL básico:

select * from mysql.user;

Instalando o MySQL Workbench

Agora chegou a vez de instalarmos o MySQL Workbench. Ele é uma ferramenta visual unificada para arquitetos de banco de dados, desenvolvedores e DBAs. O MySQL Workbench fornece modelagem de dados, desenvolvimento de SQL e ferramentas de administração abrangentes para configuração de servidor, administração de usuário, backup e muito mais. O MySQL Workbench está disponível no Windows, Linux e Mac OS X.

Antes de instalar o MySQL Workbench, precisamos adicioná-lo ao repositório, para que ele possa ser instalado pelo apt.

Clique aqui para baixar o arquivo apt-config do MySQL. Para isso, você precisar ter uma conta na Oracle (é gratuito).

Você também poderá simplificar e baixar pelo comando abaixo:

wget http://dev.mysql.com/get/mysql-apt-config_0.8.20-1_all.deb

Após o download, faça a execução do arquivo:

sudo apt install ./mysql-apt-config_0.8.20-1_all.deb

Entre nas opções MySQL Tools e Connectors e MySQL Preview Packages e mude para Enabled.

Após isso, escolha a opção <Ok> e os pacotes começarão a ser instalados.

OBS: A opção <Ok> não é acessível pelo mouse. Você deve acessá-la utilizando a tecla TAB.

Após o término, vamos fazer a instalação do MySQL Workbench. Para isso, execute o comando abaixo:

$ sudo apt install mysql-workbench-community

Após o término, basta executar:

$ mysql-workbench

Parabéns ! A sua instalação está completa !!

Tentei fazer com que esse tutorial fosse o mais simples possível, para aqueles que não tem muita familiaridade com instalações no Ubuntu, mas que tem o SO instalado.

Pretendo criar outros artigos básicos, para ajudar a aqueles que estão iniciando a montar seu lab de estudos. Então se você tem interesse, é só acompanhar.

Gostaria de agradecer ao meu camarada Anderson Ramos pelas dicas.

Referências

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.