GPO ( Grupo de Profissionais Oracle )
A maior comunidade Oracle do Brasil !

OCA Oracle Database 11g: SQL Fundamentos I [1Z0-051] – Parte II

Boa tarde, caros amigos

Dando inicio a nossa série de posts de preparação para a prova 1Z0-051 [OCA Oracle Database 11g: SQL Fundamentals I], vamos abordar os seguintes tópicos, que são objetivos da prova:

Data Retrievel Using the SQL SELECT Statement

(Recuperação de Dados Usando a Instrução SQL SELECT)

List the Capabilities of SQL SELECT Statements

(Lista de Capacidades da Instrução SQL SELECT)

Execute a Basic SELECT Statement

(Executar uma Instrução SELECT Básica)

Então vamos lá.

Lista de Capacidades da Instrução SQL SELECT

  • Introdução a Instrução SQL SELECT

A instrução SELECT é um elegante, flexível e altamente extensível mecanismo criado para recuperar informações de uma tabela de um banco de dados. A beleza de uma instrução SELECT é o encapsulamento no seu formato simples English-like (Inglês-como) que permite serem feitas perguntas ao banco de dados de uma forma natural.

Tabelas, também conhecidas como relacionamentos, consiste de linhas (rows) de informações dividas por colunas (columns).

  • O Comando DESCRIBE Tabela

Para se obter as respostas de uma busca, é necessário se realizar a pergunta correta. Um entendimento dos relacionamentos das tabelas, é essencial para formular a pergunta correta. A descrição estrutural de uma tabela é útil para se estabelecer qual perguntas podem ser feitas a respeito da tabela. O servidor Oracle armazena informações sobre todas as tabelas em um conjunto especial de tabelas relacionais chamada de data dictionary (Dicionário de Dados), a fim de controlá-los.

Os metadados estruturais de uma tabela podem ser obtidos consultando o banco de dados por uma lista de colunas que o compõem, usando o comando DESCRIBE. A forma geral da sintaxe do comando é:

DESC[RIBE] <SCHEMA>.tablename

Todas as tabelas tem um esquema (schema) ou um dono (owner). Colunas numéricas são frequentemente especificadas como NUMBER(p, s), onde o primeiro parâmetro é a precisão e o segundo é escala. VARCHAR(length) colunas com esse tipo de dados armazena dados de caracterios alfanuméricos de tamanho variado, onde length determina o número máximo de caracterios que uma coluna pode conter. O CHAR(size) colunas desse tipo de dado especifica colunas de tamanho fixo onde o espaço na linha é pré-alocado para conter um número fico de caracterios independentemente se os contem.

Exemplo:

DESCRIBE JOBS;

Name                                                       Null                 Type
-----------------------------------------------  ------------------  ------------------------
JOB_ID                                                  NOT NULL      VARCHAR(10)
JOB_TITLE                                           NOT NULL      VARCHAR(35)
MIN_SALARY                                                                 NUMBER(6)
MAX_SALARY                                                                NUMBER(6)

4 rows selected
  • Capacidade da Instrução SELECT

As tabelas de bancos de dados relacionais são construídos com um forte fundamento matemático chamado Teoria Relacional (relational theory). Nesta teoria,relações, ou tabelas, são operadas por uma liguagem formal chamada álgebra relacional (relational algebra). SQL é um interpretado comercial de um construtor relacional algébrico. Três conceitos da teoria relacional envolvem a capacidade de uma instrução SELECT: pojeção (projection),seleção (selection) e junção (joining).

  • Projection refere-se a restrições de atributos (colunas) selecionadas de um relação ou tabela.
  • Selection refere-se a restrição de seleção de linhas de uma relação ou tabela.
  • Joining é um conceito relacional, que refere-se a uma interação de tabelas com outra qualquer em uma consulta.

Executar uma Instrução SELECT Básica

  • Sintaxe Primitiva de uma Instrução SELECT

A instrução mais primitiva de uma instrução SELECT suporta a projeção de colunas e a criação de expressões aritméticas, caracterios e data. A sintaxe básica de uma instrução SELECT é a seguinte:

SELECT * | {[DISTINCT] column | expression [alias],…} FROM table;

 As palavras reservadas não podem se usada como nomes de colunas ou outros nomes de objetos do banco de dados. SELECT, DISTINCT e FROM são três palavras chaves elementares. A instrução SELECT sempre compreende duas ou mais clausulas. As duas clausulas obrigatórias sã a clausula SELECT e a clausula FROM. Um alias é um nome alternativo para referenciar uma coluna ou expressão. O ponto e vírgula (;) são geralmente usados como terminador de instruções SQL.

  • Expressões e Operadores SQL

A forma geral de uma instrução SELECT introduz a noção que colunas e expressões são selecionáveis. Uma expressão é usualmente constituída por uma operação a ser executada em um ou mais valores de colunas. O operadores que podem agir sobre valores de colunas para formar uma expressão dependem do tipo de dados da coluna. Eles são:

1. Operadores aritimeticos: adição ( + ), subtração ( – ), mutiplicação ( * ) e divisão ( / ) para colunas numéricas.

2. Operadores de concatenação ( || ) para colunas de caracterios ou string.

3. Operadores de adição ( + ) e subtração ( – ) para colunas de datas e timestamp.

Chegamos ao fim do primeiro resumo de orientação para estudos, devo lembra que para a prova devemos ter um conhecimento de alguns esquemas que vem com o banco Oracle, pois os mesmos podem ser amplamente abordas nas questões das provas são eles: Human Resources (HR), Order Entry (OE), Product Media (PM), Information Exchange (IX) e Sales History (SH).

Bom Estudo a todos que estão nessa jornada como eu.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *