GPO ( Grupo de Profissionais Oracle )
A maior comunidade Oracle do Brasil !

Trabalhe Multiplataforma sem problemas com o MySQL

Como o MySQL faz referências às tabelas

No MySQL, databases/schemas são diretórios e tabelas são arquivos no filesystem do SO. É fácil verificar criando uma tabela e listando os arquivos do datadir. Veja este exemplo no Windows:

mysql> CREATE DATABASE meudb;

mysql> USE meudb;

mysql> CREATE TABLE MinhaTabela(id INT PRIMARY KEY NOT NULL AUTO_INCREMENT);

mysql> show databases;

+--------------------+
| Database           |
+--------------------+
| information_schema |
| meudb              |
| mysql              |
| performance_schema |
+--------------------+

mysql> SELECT @@datadir;

+-------------------------------------------------+
| @@datadir                                       |
+-------------------------------------------------+
| D:mysql-winmysql-advanced-5.6.25-winx64data |
+-------------------------------------------------+

C:>DIR /b/ad D:mysql-winmysql-advanced-5.6.25-winx64data

meudb

mysql

performance_schema

C:Usersalastori>DIR /b D:mysql-winmysql-advanced-5.6.25-winx64datameudb

db.opt

minhatabela.frm

minhatabela.ibd

O MySQL mantém referências entre as tabelas que podem ser manipuladas via SQL e estes arquivos e vai acessá-los sempre que precisar.


O MySQL é ou não é case sensitive ao referenciar tabelas?

O MySQL nas suas configurações padrão pode se comportar de maneira diferente dependendo do Sistema Operacional que está instalado.

No Windows o filesystem não é case-sensitive e não importa se você varia maísculas ou minúsculas ao referenciar uma tabela. Continuando com exemplo anterior:

mysql> USE meudb;

mysql> SELECT * FROM minhatabela;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

mysql> SELECT * FROM MinhaTabela;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

mysql> SELECT * FROM MINHATABELA;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

No Linux os filesystems normalmente são case-sensitive, portanto uma tabela criada com o nome MinhaTabela é diferente de uma tabela criada como minhatabela que também é diferente de MINHATABELA. Na configuração padrão, qualquer referência às tabelas em comandos SQL deve ser idêntica ao que foi definido na criação da tabela e também à forma que o nome do arquivo está no filesystem do SO. Veja um exemplo em outra instância MySQL, agora no Linux:

mysql> SELECT @@version, @@version_compile_os, @@datadirG

*************************** 1. row ***************************

              @@version: 5.6.25-enterprise-commercial-advanced

   @@version_compile_os: linux-glibc2.5

              @@datadir: /var/lib/mysql/

mysql> CREATE DATABASE meudb;

mysql> USE meudb;

mysql> CREATE TABLE MinhaTabela(id INT PRIMARY KEY NOT NULL AUTO_INCREMENT);

mysql> INSERT INTO MinhaTabela VALUES (),(),();

# ls /var/lib/mysql/meudb

db.opt  MinhaTabela.frm  MinhaTabela.ibd

mysql> USE meudb;

mysql> SELECT * FROM minhatabela;

ERROR 1146 (42S02): Table 'meudb.minhatabela' doesn't exist

mysql> SELECT * FROM MinhaTabela;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

mysql> SELECT * FROM MINHATABELA;

ERROR 1146 (42S02): Table 'meudb.MINHATABELA' doesn't exist

Note que se você fizer um SELECT * FROM MinhaTabela os arquivos no datadir devem estar nomeados exatamente como MinhaTabela e não poderão ser MINHATABELA, nem minhatabela. Isto pode ser uma fonte de erros quando o ambiente de desenvolvimento é Windows e o de homologação ou produção é Linux. Um exemplo é o MySQL não localizar os arquivos das tabelas existentes e retornar erros parecidos com ERROR 1017 (HY000): Can’t find file: ‘./meudb/minhatabela.frm’ (errno: 2 – No such file or directory).

Como evitar problemas de case sensitive no Linux

Uma solução prática para evitar problemas de portabilidade é tomar duas ações:

1.garantir que o MySQL sempre crie arquivos no filesystem para tabelas usando caracteres minúsculos, em todas plataformas.

2.configurar o MySQL para ignorar maíusculas ou minúsculas (case insensitive) nas operações envolvendo tabelas.

A opção lower_case_table_names=1 implementa estas duas ações. Ou seja, sempre converte os nomes de arquivos para minúsculas no momento da criação da tabela e também relaxa o SQL para aceitar tanto minúsculas quanto maiúsculas para nomes de tabelas.

No Windows a configuração padrão já é lower_case_table_names=1.

mysql> SELECT @@version, @@version_compile_os, @@lower_case_table_namesG

*************************** 1. row ***************************

              @@version: 5.6.25-enterprise-commercial-advanced

   @@version_compile_os: Win64

@@lower_case_table_names: 1

No Linux a configuração padrão é  lower_case_table_names=0.

mysql> SELECT @@version, @@version_compile_os, @@lower_case_table_namesG

*************************** 1. row ***************************

              @@version: 5.6.25-enterprise-commercial-advanced

   @@version_compile_os: linux-glibc2.5

@@lower_case_table_names: 0

Se você configurar lower_case_table_names=1 em ambas plataformas, será a opção menos propensa a erros. Você não terá que ajustar todas suas queries, pois a comparação de nomes no SQL será case insensitive, independente da plataforma.

Atenção! Antes de configurar lower_case_table_names=1, se você já possui tabelas que contém maíusculas, renomeie-as para minúsculas. Se você não renomear as tabelas ANTES de configurar lower_case_table_names=1, o MySQL não localizará os arquivos das tabelas existentes e retornará um ERROR 1017 (HY000): Can’t find file: ‘…’ (errno: 2 – No such file or directory).

Uma maneira prática de renomear todas as tabelas é gerar os comandos RENAME com esta query abaixo (substitua seu_database):

USE seu_database;

SELECT CONCAT('RENAME TABLE ', table_name, ' TO ' , LOWER(table_name) , ';')

   FROM information_schema.tables

   WHERE table_schema = 'seu_database';

No nosso exemplo, usando a instância Linux o procedimento seria:

# ls /var/lib/mysql/meudb

db.opt  MinhaTabela.frm  MinhaTabela.ibd

mysql> SELECT CONCAT('RENAME TABLE ', table_name, ' TO ', LOWER(table_name), ';') FROM information_schema.tables WHERE table_schema='meudb';

+---------------------------------------------------------------------+
| CONCAT('RENAME TABLE ', table_name, ' TO ', LOWER(table_name), ';') |
+---------------------------------------------------------------------+
| RENAME TABLE MinhaTabela TO minhatabela;                            |
+---------------------------------------------------------------------+

mysql> USE meudb;

mysql> RENAME TABLE MinhaTabela TO minhatabela;

# ls /var/lib/mysql/meudb

db.opt  minhatabela.frm  minhatabela.ibd

vi /etc/my.cnf

[mysqld]

lower_case_table_names=1

# /etc/init.d/mysql restart

mysql> SELECT @@version_compile_os, @@lower_case_table_namesG

*************************** 1. row ***************************

@@version_compile_os: linux-glibc2.5

@@lower_case_table_names: 1

mysql> USE meudb;

mysql> SELECT * FROM minhatabela;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

mysql> SELECT * FROM MinhaTabela;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

mysql> SELECT * FROM MINHATABELA;

+----+
| id |
+----+
|  1 |
|  2 |
|  3 |
+----+

Note que agora as queries funcionam no Linux independente do case, além dos nomes dos arquivos no filesystem sempre ficarem em minúsculas. Ou seja, o mesmo comportamento que tínhamos no Windows.

Há outras possibilidades para a configuração lower_case_table_names e para saber mais consulte o manual.

Nota: esta recomendação funciona para MySQL 5.0 até 5.6. No MySQL 5.7 o comportamento pode mudar com o novo dicionário de dados. Se você usa replicação, há alguns cuidados adicionais.

Referência

https://dev.mysql.com/doc/refman/5.6/en/identifier-case-sensitivity.html

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.